POESIA

Inefável!

Nada há que me domine e que me vença
Quando a minh'alma mudamente acorda...
Ela rebenta em flor, ela transborda
Nos alvoroços da emoção imensa.

Sou como um Réu de celestial Sentença,
Condenado do Amor, que se recorda
Do Amor e sempre no Silêncio borda
D'estrelas todo o céu em que erra e pensa.

Claros, meus olhos tornam-se mais claros
E tudo vejo dos encantos raros
E de outra mais serenas madrugadas!

Todas as vozes que procuro e chamo
Ouço-as dentro de mim, porque eu as amo
Na minh'alma volteando arrebatadas!

(Cruz e Sousa. Inefável. Disponível em: http://www.casadobruxo.com.br/poesia/c/inefavel.htm

Siga a Vila Veron nas redes sociais!
   
Rua Zaqueu Brandão, 598 - Bairro São José - Aracaju/SE
79 99991-8555 / 3085-8555
Aceitamos Cartões
Passos
© Villa Veron Pizzaria. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Danilo Macedo